Even though no one said it would happen, rolex replica uk buckled under the pressure and began to release larger versions of their classic pieces. Thus, the 41mm wide Rolex Datejust and rolex replica uk Day-Date models were born, while the 36mm wide versions are actually still produced. The 36mm wide and smaller versions of these Rolex pieces are mostly typically preferred by women these days. Both the Rolex Datejust II and Rolex Day-Date II watches come with rolex replica sale's Oyster case. The original water resistant watch, Rolex's famous trademark case style has a screw-down crown and is water resistant to 100 meters. Aside from being larger than its 36mm wide predecessor, the 41mm wide replica watches version isn't really very different. At 41mm wide it wears large given the wide lug structures and relatively wide bracelets. The back of the replica watches uk are also screwed down as part of the heritage of the Oyster case style.
 

A intuição presente em quem convive com cães de que estes animais são sensíveis e altruístas

ao detectar o sofrimento das pessoas, brindando-as com conforto e aconchego, parece se confirmar por um recente estudo realizado por psicólogos da Universidade de Goldmsiths em Londres.
os cães reagem à dor humana de maneira submissa que se ajusta a dar alívio, como
se o verdadeiro treinamento biológico desta espécie fosse a empatia.
O experimento testou 18 cães em diferentes situações, com seus donos e
estranhos, nas quais os voluntários aparentavam chorar, sussurrar, cantarolar e falar.
Os cães reiteradamente reagiram aos simulacros de pranto, aproximando-se
das pessoas e buscando iniciar algum tipo de contato físico.
- "O cantarolar foi desenhado para ser um comportamento relativamente novo, que poderia
provocar a curiosidade dos cães. O fato de que os cães diferenciaram entre o choro e o
canto indica que sua resposta não foi meramente motivada pela
curiosidade", disse a Dra Deborah Custance, coautora do estudo.
 Os cães responderam ao choro de uma pessoa não obstante que não fosse seu dono,
e demonstra que sua resposta foi genuinamente empática.
Há algumas semanas um outro estudo sugeria que ratos são capazes de sentir e agir dirigidos
pela empatia e que esta poderia ser a emoção universal.
Por outro lado o biólogo da Universidade de Cambridge, Rupert Sheldrake, realizou numerosos
experimentos que parecem mostrar que os cães têm uma capacidade telepática (não circadiana)
para saber quando seus donos estão para chegar em casa.
Não há dúvida que os animais domésticos, sobretudo os cães, cumprem uma admirável
função serviçal, como se estivessem entre nós para expiar nossas penas.
Portanto, ame-os como eles o amam.
Fonte original:
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2156470/Dogs-really-feel-feel--animals-nuzzle-lick-people-ignore-hum.html
citada em:
http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=25052