Even though no one said it would happen, rolex replica uk buckled under the pressure and began to release larger versions of their classic pieces. Thus, the 41mm wide Rolex Datejust and rolex replica uk Day-Date models were born, while the 36mm wide versions are actually still produced. The 36mm wide and smaller versions of these Rolex pieces are mostly typically preferred by women these days. Both the Rolex Datejust II and Rolex Day-Date II watches come with rolex replica sale's Oyster case. The original water resistant watch, Rolex's famous trademark case style has a screw-down crown and is water resistant to 100 meters. Aside from being larger than its 36mm wide predecessor, the 41mm wide replica watches version isn't really very different. At 41mm wide it wears large given the wide lug structures and relatively wide bracelets. The back of the replica watches uk are also screwed down as part of the heritage of the Oyster case style.
 

1-   Trufa
2-   Focinho
3-   Stop
4-   Crânio
5-   Occipital
6-   Cernelha
7-   Dorso
8-   Lombo
9-   Garupa
10- Raiz da Cauda
11- Ísquio 
12- Coxa
13- Perna
14- Jarrete
15- Metatarso
16- Patas
17- Joelho
18- Linha Inferior
19- Cotovelo
20- Linha do solo
21- Metacarpo
22- Carpo
23- Antebraço
24- Nível do esterno na cernelha
25- Braço
26- Ponta do esterno
27- Ponta do ombro

a - profundidade do peito
b - altura do cotovelo
a+b = altura do cão

BREVE RESUMO HISTÓRICO: o Cane Corso é o descendente direto do antigo Molosso Romano. Antigamente, presente em todas as partes da Itália; hoje, ele só permanece em APULIA e nas províncias limítrofes da Itália meridional. Seu nome vem do latim "cohors" que significa "protetor", guardião da fazenda.

APARÊNCIA GERAL: cão de tamanho médio a grande, robusto, forte e ao mesmo tempo elegante. Seus contornos nítidos revelam músculos possantes.

PROPORÇÕES IMPORTANTES: o comprimento da cabeça atinge 36% da altura da cernelha. É ligeiramente mais longo do que alto.

COMPORTAMENTO/TEMPERAMENTO: cuidando da propriedade, da família e do gado, ele é extremamente ágil e correspondente; no passado, foi utilizado para guardar o gado e caçar animais grandes.

CABEÇA: larga, é tipicamente molossóide, com uma ligeira convergência dos eixos longitudinais superiores do crânio e do focinho.

REGIÃO CRANIANA

Crânio: largo no nível das arcadas zigomáticas. Sua largura é igual ou maior do que seu comprimento. Sua parte anterior convexa se achata ligeiramente da testa até o occipital. O sulco mediano frontal é visível.

Stop: marcado.

REGIÃO FACIAL

Trufa: preta e volumosa com grandes narinas, bem abertas. Ela é colocada na mesma linha que a cana nasal.

Focinho: forte, quadrado, mais curto do que o crânio (relação crânio focinho mais ou menos 2:1); a face anterior do focinho é plana, suas faces laterais são paralelas. O focinho é tão largo quanto longo. Vista de perfil, a cana nasal é reta.

Lábios: os lábios superiores, moderadamente pendentes, cobrem a mandíbula inferior de maneira que são eles que determinam o perfil inferior do focinho.

Maxilares / Dentes: os maxilares são muito largos, espessos e curvados. A mordedura tem um ligeiro prognatismo inferior. A mordedura em pinça (torquês) é admitida, mas não desejada.


Olhos: são de tamanho médio, ligeiramente ovais e colocados de frente. As pálpebras são bem aderentes. A íris é a mais escura possível de acordo com a cor da pelagem. O olhar é vivo e alerta.

Orelhas: triangulares, pendentes e largas; sua inserção está localizada bem acima do arco zigomático. Amputadas, elas são cortadas em triângulos equiláteros.

PESCOÇO: forte, musculoso, tão longo quanto a cabeça.

CORPO: ligeiramente mais longo do que a altura na cernelha. De constituição forte, sem ser atarracado.

Cernelha: pronunciada, mais alta do que a garupa.

Dorso: reto, bem musculoso e firme.

Lombo: curto e sólido.

Garupa: larga e longa, ligeiramente oblíqua.

Peito: tórax bem desenvolvido nas 3 dimensões, ele desce até o cotovelo.

Cauda: inserida alta, muito grossa na raiz. Amputada na quarta vértebra. Quando o cão está em ação, ela se eleva, sem jamais enrolar ou ficar na vertical.

MEMBROS ANTERIORES

Ombros: longos, oblíquos, bem musculosos.

Braços: fortes.

Antebraços: retos e muito fortes.

Carpos e metacarpos: elásticos.

Patas anteriores: pés de gato.

POSTERIORES

Coxas: longas, largas. A linha posterior da coxa é convexa.

Pernas: secas, não carnudas.

Jarretes: moderadamente angulados.

Metatarsos: largos e moderadamente angulados.

Patas posteriores: um pouco menos compactas do que as patas anteriores.

MOVIMENTAÇÃO: passadas longas, trote alongado. O trote é a movimentação preferida.

Pele: espessa e bem aderente ao corpo.

PELAGEM

Pêlo: curto, brilhante e bem fechado com um ligeiro subpêlo.

Cor: preta, cinza chumbo, cinza ardósia, cinza claro, fulvo claro, vermelho cervo, fulvo escuro, tigrado (listas sobre fundo fulvo ou cinza de diferentes nuanças). Os cães fulvos e tigrados tem no focinho uma máscara preta ou cinza que não deve ultrapassar a linha dos olhos. Admite-se uma pequena mancha branca no peito, na ponta dos dedos e sobre a cana nasal.

Tamanho: Machos: de 64 a 68 cm.

Fêmeas: de 60 a 64 cm.

Com uma tolerância de 2 cm acima ou abaixo.

PESO: Machos: 45 a 50 kg.

Fêmeas: 40 a 45 kg.

FALTAS: Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.

DEFEITOS GRAVES

- Eixos superiores do crânio e do focinho paralelos ou muito convergentes, convergência das faces do focinho.

- despigmentação parcial da trufa.

- mordedura em tesoura, prognatismo inferior acentuado.

- cauda levantada verticalmente, cauda enroscada.

- cão que, na movimentação em trote, anda permanentemente no passo de camelo.

- tamanho superior ou inferior aos limites indicados.


FALTAS DESQUALIFICANTES

- Divergência do eixo crânio-facial.

- Trufa totalmente despigmentada.

- Cana nasal muito convexa ou côncava.

- Prognatismo superior.

- Despigmentação parcial ou completa das pálpebras; estrabismo.

- Ausência de cauda; cauda curta.

- Pêlo semi-longo, muito curto ou formando flocos.

- Todas as cores não indicadas no padrão, manchas brancas largas.

NOTA: Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.

PADRÃO EXTRAÍDO DO SITE DA CBKC - http://www.cbkc.org